sábado, 2 de janeiro de 2010

Isso é uma vergonha!

O telejornalismo no Brasil não pode ser levado a sério. Datenas, de diversas espécies e emissoras, dispensam comprová-lo. Há âncoras, todavia, que procuram passar imagem de alguma seriedade. Fazem-no especialmente separando bem o que é notícia e o que é comentário, opinião explícita do cidadaão que ocasionalmente esteja apresentando o telejornal.
O Boris Casoy se enquadra nessa segunda categoria. Ainda que seus comentários - opiniões, senso comum - sejam quase sempre conservadores e atrasados, há certa honestidade em sua postura de iniciar um comentário em separado da notícia dada. Isso lhe dá, crê ele, o poder de julgar: "Isso é uma vergonha!"
Mas quando o "áudio vaza" o juiz pode virar réu. No vídeo abaixo está a opinião do Casoy atrás das câmeras. Ridicularizando dois garis por serem eles garis, trabalhadores do lixo. A postura lembra de perto um antisemitismo maquiado. Enoja. Isso, sim, é uma vergonha!


5 comentários:

Metal Mind disse...

Como se a felicidade fosse algo unicamente relacionado ao status social ou condição financeira.
Realmente enojante, mas sob outro ponto de vista, é o tipo de comentário que dá pena.
Que idéia sobre a condição humana terá o pobre Boris?
Algo do tipo: trabalhar-para-ter-dinheiro-para-ser-feliz, quando a felicidade é que deveria ser pré requisito para a satisfação em qualquer outra área da vida.

Daniel Pansarelli disse...

Pois é... a velha confusão entre dinheiro, posse, e felicidade: as posses podem ser motivo de felicidade, mas existem tantas outras formas de se ser feliz... e são formas desconhecidas e não reconhecidas pelos imersos no mundo do capital, pobres de horizontes e de percepções que são.
Eu seria feliz em ouvir o que diria Casoy de Diógenes, o cão!

Daniel-Melo disse...

LAMENTÁVEL COMENTÁRIO DO cASOY, UMA MISTURA DE PRECONCEITO E MENTE LIMITADA AO STATUS QUO, UMA FALSA MODÉSTIA POR DETRÁS DE TODA AQUELAS APRESENTAÇÕES NOS NOTICIARIOS DE CASOY, EM QUEW SE ENALTECIA OS DIREITOS DOS POBRES SEM MORADIA, ETC. FICARIA FELIZ TAMBÉM EM VER SUA OPINIÃO SOBRE O CHAVES GREGO!!

Inclusão disse...

Muito desagradável esse comentário do Boris,certamente não aprendeu nada nos seus estudos da faculdade e nem nas experiências da vida.
Jordelene

Rodrigo Marcilio disse...

Olá Daniel

Certas Personas, quando desmascaradas acabam por mostrar a verdadeira face...

Quantas pessoas não carregam consigo suas mascaras...

Belas mascaras... muitas vezes escondem horrorosas deformidades...

O velho conhece-te a ti mesmo, só pode ser realmente conhecido quando retiramos nossas mascaras, ou quando retiram por nós...

Tal como Sócrates e sua conhecida maieutica... aliás este teve de pagar com a vida por desmascarar certos figurões em publico...

Sem duvida hoje Boris ao ver tais videos rolando pela internete, pode refletir sobre si proprio, suas crenças, limitações e preconceitos...

Não apoio o discurso "preconceituoso" do mesmo, porém em contrapartida temos de compreender que por mais que desejamos ou queramos negar tal fato, todos somos preconceituosos sobre alguma coisa ou fato da vida...

Afinal opiniões e julgamentos, são feitos a partir de crenças, se positivas ou negativas sempre dependerão do ponto de vista do interlocutor e do observador...

Talvez se acarrancassemos todas as nossas personas, e de toda a humanidade hoje tornaria o convivio social, insustentavel...

Temos dentro de nós toda a miséria e animalidade que nos acompanha, assim como todo potencial ao belo e amoroso...

Tudo dependerá de nossas escolhas qual dos dois lados iremos mais alimentar, nossa sombra ou a nossa luz...

A mascara sempre protege o seu verdadeiro eu, representado por um personagem, ao longo da vida somos tão envolvidos por essas mascaras e personagens, que por vezes nos esquecemos de quem somos, no que acreditamos e sobre quais valores nos guiamos...

Esta é a vida de luz e sombras da humanidade... um infinito e ciclico processo de auto-conhcer-se...

Namastê !